sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Acne na vida adulta: tratamentos para se livrar de uma vez por todas das espinhas

Acne na vida adulta: tratamentos para se livrar de uma vez por todas das espinhas

Segundo a dermatologista Ana Paula Pierro, do Hospital Beneficência Portuguesa, a acne da mulher adulta é muito comum. O problema pode acontecer por alterações hormonais, como a gravidez e o uso de pílulas, ou pelo uso de cosméticos, que podem entupir os poros e favorecer o aparecimento das espinhas. Sem falar na alimentação repleta de gordura, que também pode causar o mesmo efeito. Dependendo do estágio e da causa da acne, os tratamentos variam desde cuidados caseiros até tratamentos no consultório do dermatologista. Conheça todos eles na galeria a seguir. Leia também
Como eliminar cicatrizes de espinha
Hidratante caseiro para peles com acne
Controle a acne

Cuidados caseiros: Para impedir que a acne apareça ou piore, a pele do rosto deve ser diariamente lavada e tonificada com produtos adequados para cada tipo de pele. ‘Todos os produtos usados por quem tem tendência a ter acnes devem ser livres de óleo’, recomenda a dermatologista Ana Paula Pierro. Entram nessa lista maquiagens, hidratantes, protetor solar e removedor de maquiagem.

Sabonetes, loções e cremes: O tratamento da acne pode incluir sabonetes à base de sulfacetamida, ácido salicílico e enxofre, loções adstringentes contendo antibióticos (como a clindamicina e a eritromicina) e cremes e géis oil free com ácido glicólico e ácido retinoico.

Peeling químico: O dermatologista Marcelo Bellini, da clínica Corpo em Evidência, explica que os peelings de ácido retinoico e glicólico, além de melhoram a textura da pele e fecharem os poros, ajudam a reduzir as marcas de acne. Já o peeling de ácido salicílico atua ‘secando’ a acne ativa.

Luz azul: a exposição a esse tipo de luminosidade age destruindo a bactéria P. acnes, responsável pelas espinhas. ‘Esse micro-organismo produz uma substância, a porfirina, que é fotossensível’, explica Ana Paula. ‘Quando colocamos a luz, ela atinge o P. acnes pela porfirina e o destrói’. Esse tratamento precisa de, em média, seis sessões. Cada uma delas dura de 15 a 30 minutos.
Terapia fotodinâmica: esse método é realizado a partir da aplicação de um ácido, que é fotossensível, na pele do paciente. ‘O paciente fica de duas a três horas com o creme no rosto e, em seguida, é exposto à luz azul, que intensifica a ação do creme’, explica Ana Paula. Depois da aplicação o paciente deve evitar a exposição solar e usar filtro solar por 24 horas. Além de destruir o P. acnes, a terapia fotodinâmica destrói também as glândulas sebáceas. O tratamento é feito apenas uma vez, podendo ser repetido entre um e três meses depois, dependendo da necessidade do paciente.
Laser: de uso menos comum que a luz azul e a terapia fotodinâmica, o laser também pode ser usado para tratar a acne. Ele age sobre as glândulas sebáceas, reduzindo a produção de sebo e, consequentemente, evitando a piora das espinhas.
Remédios: a isotretinoína (cujo nome popular é roacutan), o peróxido de benzoila tópico, os antibióticos e o anticoncepcional oral são os medicamentos mais comumente usados para tratar a acne. A dermatologista Ana Paula ressalva que se deve sempre procurar um dermatologista para indicar o melhor tratamento para cada caso.  
Segundo a dermatologista Ana Paula Pierro, do Hospital Beneficência Portuguesa, a acne da mulher adulta é muito comum. O problema pode acontecer por alterações hormonais, como a gravidez e o uso de pílulas, ou pelo uso de cosméticos, que podem entupir os poros e favorecer o aparecimento das espinhas. Sem falar na alimentação repleta de [...]

Categoria: Beleza
Autor: manuelapagan
Publicado em: , 05 Aug 2014 20:00:32
Ler mais aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário